sexta-feira, 16 de outubro de 2009

A Natureza do Medo

Guimarães Rosa (*)
Obra: "Esqueleto de um cavalo e um homem sentado a cavalo um esqueleto. A parte superior das torres do castelo", de Salvador Dalí.

Quem muito se evita, se convive. Por todo o mal que faz, um dia se repaga, o exato. Quem que diz que na vida tudo se escolhe? O que castiga, cumpre também. Não convém a gente levantar escândalo de começo. Só aos poucos é que o escuro é claro.
Vingar é lamber, frio, o que o outro cozinhou quente demais. A cada hora de cada dia, a gente aprende uma qualidade nova de medo. Medo agarra a gente é pelo enraizado. Queria entender do medo e da coragem do que empurra a gente por fazer tantos atos, dar corpos ao suceder. O que induz a gente para as ás ações estranhas, é que a gente está pertinho do que é nosso, por direito. E não sabe, não sabe, não sabe. O que medo é? Um produzido dentro da gente. Um depositado. E que às horas se mexe, sacoleja. A gente pensa que é por causas:por isso e aquilo, coisas que só estão é fornecendo espelho. Mas o cabedal é um só, do misturado de todos, que mal varêia e as coisas cumprem norma. Alguém estiver com medo, por exemplo, próximo, o medo dele quer logo passar para a gente. Mas se a gente firme aguentar de não tremer, de jeito nenhum, a coragem sua redobra e trescobra, que até espanta. Acho que eu tinha conciso medo dos perigos. O que eu descosturava era o medo de errar. De cair na boca dos perigos por minha culpa. Hoje sei: medo meditado, foi isso. Medo de errar é que é a minha paciência. Pudesse tirar de si esse medo-de-errar, a gente estava salva.
(*)Adaptação livre de Zélia
Nascimento de "Grande Sertão: Veredas

Um comentário:

O Jornal Tresler e a Espiral do Silêncio disse...

O Guimarães é mais um que ainda não li. Ô vergonha !

De medo entendo pouco, mas sinto bastante.

Uma boa receita contra o medo é ouvir "Cara Estranho" dos Los Hermanos e conhecer um pouco as idéias do filósofo Epicuro.
E fé, claro. Impossível ser um humano e não ter fé.

Se bem que a música citada é mais receita pra timidez, mas parece que a raiz das duas palavras, "timidez" e "medo", é comum.

Beijos