quinta-feira, 23 de abril de 2009

Cabeleireira transforma assaltante em escravo sexual na Rússia



Um mané russo resolveu assaltar um estabelecimento comercial, acontece que esse estabelecimento não era um estabelecimento qualquer. Ele tem como proprietária a famosa e fogosa cabelereira Madame Olga Prochashka, conhecida na região como Madame Olga Prochashka Raimunda Feia de Cara Mas Boa de Bunda. Além de toda essas qualidades Prochashka era faixa preta em artes marciais.
O mané entrou (no estabelecimento, por enquanto) e resolveu disfarçar fazendo barba, cabelo e bigode. Quando Madame Prochashka iniciou seu tratamento estético, devidamente uniformizada (como podemos ver na foto acima), o mané mostrou seu revólver ("- que nem era tão grande assim", reforça a cabelereira). Eis que se forma o "grude" (gíria antiga para confusão, mas que você pode usar com duplo sentido, se quiser). Prochashka imobiliza o mané com um secador de cabelo, deixando-o hirto, e levou-o para uma sala reservada. A partir daí, cenas fortíssimas de violência foram praticadas. O mané foi forçado a tomar Viagra e foi abusado sexualmente, diversas vezes, durante dois dias consecutivos.
Madame Prochashka, dizem as más línguas, nunca foi muito boa da cabeça (nem de cara), desde que foi abandonada no altar pelo seu noivo Arlindo Orlando (aquele da música da Blitz), passou a desenvolver tais atitudes. Mas ela, no fundo, tinha um bom coração. Tanto que quando viu a situação do revólver do mané - todo lustroso, brilhando até - resolveu deixa-lo partir.
O mané, que não é mané a toa, foi ao hospital para curar o seu revólver "contundido", e depois registrou queixa na delegacia contra Madame Prochashka. Após relatar o caso, foi devidamente detido. No dia seguinte, talvez por saudade ou por pura maluquice mesmo, Madame Prochashka foi à delegacia prestar queixa contra o tal assaltante mané. Quando mané viu Madame, não se conteve e surtou, surtou de maneira assustadora. Corria em círculos e gritava pela cela, dizendo: "Socoooooooooorrooooooo!!!! Eu sou passivo até a morrrrrr-teeee!!!!!
Esse estranho caso de assalto e violência sexual envolvendo o assaltante mané e uma cabeleireira está mobilizando a polícia russa. A história fica ainda mais confusa, porque agora, a polícia já não tem mais certeza de nada, quem é o verdadeiro criminoso ? Será que não tem nada mais importante para a polícia russa se ocupar? Será que isso ainda é resquício do comunismo de outrora? Ai meu Deus, são tantas questões...


2 comentários:

Júlia disse...

hauahuahuahauhauahuahau nunca assalte uma cabeleireira! ela sempre terá um secador pra te render... bizarro!

pergunta que fica, essa cabeleireira é aquela Sheila que rondava a UERJ??

Bebeto disse...

Enquanto isto, lá no Paraguai, Fernando Lugo, o atual presidente, ex-bispo e nunca celibatário, disse que fará todos os exames de DNA que forem pedidos. Aliás, ele impôs apenas uma condição: que todos eles sejam realizados fora de seus país, pois lá tudo é falsificado, inclusive seu presidente.

beto